Casamento regencial no séc 21

Em 2018, se não todos, a maior parte dos posts aqui no blog que não foram sobre livros foram sobre casamento. Tivemos o do Príncipe Harry e Meghan Markle, Kit Harrington e Rose Leslie, sobre noivas da realeza e bem… agora chegou a noiva mais importante do ano: euzinha! Sim, finalmente me casei!

E, quase sem querer, meu casamento foi inspirado nos regenciais. Acho que de tanto ler sobre casamentos nos livros, inconscientemente o meu foi tomando essa forma. Fiquei pensando se deveria postar algo tão íntimo no blog, mas, afinal, foi por esse motivo que fiquei tão afastada daqui em 2018. Então, vamos lá:

Continue reading “Casamento regencial no séc 21”

John Mayer lança single Love on the Weekend

Ontem, 17 de novembro, meu lindinho John Mayer lançou uma nova música depois de três anos! Sinal de que tem álbum no forno, intitulado de The Search for Everything, chegando logo logo pra eu matar a saudade!

John fez um Live no Facebook com perguntas e respostas. Lá fui eu tentar a sorte de novo com mais uma questão. As minhas perguntas (Qual a principal diferença entre o novo álbum e os dois últimos?/Como é ser um músico em uma época de tanta música sintética?) não foram lidas, mas, de certa forma, ele respondeu. Continue reading “John Mayer lança single Love on the Weekend”

Um novo rumo

Desde que voltei de viagem, tenho compartilhado muito conhecimento sobre a história da Inglaterra e outras curiosidades de épocas passadas em um grupo que participo. Disto, (re)nasceu minha vontade de ter um lugar para escrever minhas abobrinhas  ideias.

Quem já havia entrado por aqui talvez tenha percebi hoje essa carinha nova.

E vou tentar fielmente escrever mais. Se tiver uma coceirinha para postar lá no Face, virei aqui para coçar. Dessa forma, o conteúdo não fica perdido em feed infinito e eu escrevo sobre aquilo que mais gosto.

Estou (há alguns anos) em uma febre por romances regenciais (por volta de 1800, sendo bem abrangente, rs)

Daqui a pouco, um post sobre o Grande Incêndio de Londres, que data de bem antes de 1800, mas que este ano completa 350 anos de seu poder devastador. E dessa vez eu volto mesmo 😉

Como se fosse a primeira vez…

Marcaram de se encontrar às 20h30. Ele passaria na casa dela na hora marcada. Naquele dia, mal se falaram, mas o encontro era certo.

Ela se vestiu logo cedo com seu melhor humor. Saiu para trabalhar, cronometrando cada tempo livre para poder otimizar seu tempo ao se arrumar a noite. Coisas de mulher.

Saiu do trabalho e foi até cortar o cabelo, coisa que não fazia há alguns meses. Chegou em casa correndo, cada vez mais ansiosa pela noite que estava por vir.

Tomou banho, depilou-se,perfumou-se. Vestiu uma roupa que o deixaria de babando.

Arrumou-se e ficou linda. Tinha que impressionar naquela noite. Mais uma conferida no espelho, uma opinião das mulheres da família, uma blusa emprestada, pronto! Estava deslumbrante. Só faltava o sapato, mas o colocaria na hora de sair.

Foi ajudar sua avó quase centenária a arrumar o contraste da tv. Do alto de seus 90 anos, a avó sempre reclamava que a tv de ultima geração (ou penultima, vai saber) era muito escura, desfocada e que a neta sabia exatamente como deixar a imagem mais bonita.

Enquanto arrumava os comandos da tv, ela apertou sem querer o botão que muda de canal e seu coração pulou uma batida. Ele estava na portaria. Lindo. Elegante. Acidentalmente, ela havia sintonizado no circuito interno de câmeras do prédio.

O interfone tocou.

 

Ele acordou meio mal humorado, porque nem tinha dormido muito. Apesar disso, estava com disposição para encarar o dia que estava por vir.

Saiu, foi resolver uns problemas. Voltou e foi lavar o carro. Era uma noite importante, todos os aspectos mereciam esmero.

Nunca dera muita importância para o carro, mas lavou o bendito quatro vezes, tamanha a sujeira e a obstinação por deixá-lo limpo, pois queria causar uma boa impressão. Depois, foi cuidar da aparência.

Cortou os cabelos, fez a barba e se demorou no banho. Como de costume. Inclusive, tomou um banho gelado para se animar e mandar o sono embora. Estava renovado.

Escolheu a roupa com cuidado, imaginando o que a agradaria, pois queria deixa-la sem ar. Vestiu seu melhor terno. Arrumou o cabelo do jeito que gostava, colocou o perfume preferido e arrumou a gravata meticulosamente. Roxa, a cor favorita dos dois.

Pegou o carro, muito mais limpo do que nos últimos meses, e foi para a casa dela. Correu um pouco, pois percebeu que estava atrasado. Atravessou a cidade e por sorte conseguiu uma vaga perto ao prédio dela. Encaminhou-se e falou com o porteiro.

Tocou o interfone.

 

Quando se encontraram, ambos ficaram embasbacados, tamanha a beleza descoberta um no outro e o capricho dedicado àquele momento. Estavam extasiados por se encontrarem. Foram jantar e depois se divertir. Surpreenderam-se quando o pano caiu.
Apaixonaram-se. De novo.

Era o aniversário de um ano de namoro.

E melhor do que descobrir que está amando é descobrir que está apaixonado, perdida e enlouquecidamente, pela mesma pessoa.

É a empolgação do primeiro encontro, mesmo que seja o milésimo.

Mais um devaneio de amor…

Só ele…

Tem as mãos mais bonitas

Tem o poder de me fazer rir por nada

Tem aquele jeito de menino

Tem o olhar que vê minha alma

Tem o cheiro de lar

Tem o sorriso que me fascina

Tem a risada que muda meu dia

Tem o beijo que me anima

Tem o abraço que me aninha

Tem o toque que me arrepia

Tem o mistério que me conquista

Tem o jeito de falar as coisas

Tem as mesmas manias que eu

Tem o mesmo romantismo

Tem idealismos que me fazem sonhar

Tem sonhos que eu quero ajudar a realizar

Tem modos de falar o que quer

Tem aquele jeito de pedir com carinho

Tem o jeito que faz com que eu faça qualquer coisa

Tem a conchinha mais gostosa do mundo

Tem o jeito de dormir mais bizarro

Tem loucura o suficiente para entender as minhas

Tem coragem para me acompanhar nas minhas loucuras

Tem papo pra conversar durante horas

Tem paciência pra me entender

Tem humor pra rir das minhas crises

Tem inteligência pra entender o que eu digo

Tem um coração que merece meu amor

Tem amor pra me amar como eu mereço

Ele tem tudo o que eu um dia sonhei e que agora é realidade.

Eu te amo hoje.