Natal Bridgerton: Yule Log

Resolvi trazer uma série que estamos fazendo na página Julia Quinn Brasil aqui para o blog, assim posso ilustrá-la melhor. Como você já deve saber, Bridgerton vai estreiar no dia de Natal, então nada mais justo do que fazer uma contagem regressiva falando sobre as tradições natalinas daquela época.

Já existe um post mais geral sobre o Natal na Era Regencial, mas resolvi destrinchar alguns itens que tem histórias muito interessantes ou que são parte importante da comemoração. Uma delas é a Yule Log.

A Yule Log era uma tradição pagã realizada no Solstício de Inverno (Hemisfério Norte) e que foi sincretizada ao cristianismo, principalmente em países de origem germânica (e consequentemente levada para outros países da Europa). No dia 21 de dezembro, data do solstício, acendia-se uma tora de madeira grande o suficiente para ficar queimando até o Ano-Novo, quando se encerrava o Yuletide. ⁣


Com o tempo, a tradição foi mudando, com muitas famílias acendendo a tora na véspera de Natal, que ficava queimando até apagar sozinha, geralmente no fim do dia de Natal. Isso porque as lareiras “da cidade” nem sempre comportavam um grande tronco. Inclusive, era considerado má sorte reacender a tora! Apagou, já era! ⁣

Para as famílias que comemoravam em grande estilo em suas casas de campo, o pedaço de madeira poderia ficar queimando por mais dias, já que construções antigas certamente tinham lareiras massivas (daquelas que vemos em Harry Potter, sabe?) e podiam colocar verdadeiros troncos para queimar ininterruptamente por 12 dias. De quebra, a casa ficava quentinha durante todo o Natal! ⁣


⁣Atualmente, a Yule Log ainda faz parte das comemorações, mas é feito de uma maneira muito mais saborosa: um tipo de rocambole! ⁣A massa é um pão de ló de chocolate e o truque é colocar numa assadeira bem grande, com papel manteira embaixo, para o bolo ficar fácil de ser enrolado. Quem já fez rocambole sabe do que estou falando. O recheio é um creme chantilly, com creme de leite, açúcar e baunilha, mas vi diversas receitas com chocolate, mascarpone, cremes feitos à base de manteiga, então vai realmente do gosto do freguês! A cobertura é um ganache de chocolate e, para decorar, é só passar o garfo ao longo do bolo para fazer as ranhuras de um tronco.


To pensando em fazer aqui em casa? To sim! Depois conto se deu certo.

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

Esse blog é parceiro da página Julia Quinn Brasil. Curta a página Julia Quinn Brasil no FacebookTwitter e Instagram para não perder nada!

Badminton House – Conheça mais uma locação de Bridgerton!

A Badminton House foi utilizada durante as filmagens em locação de Bridgerton e trago aqui mais detalhes sobre essa casa deslumbrante.

A equipe trabalhou na propriedade de 2 a 5 de dezembro e muitos atores do núcleo central estavam por lá, como Jonathan Bailey, Luke Thompson, Luke Newton (respectivamente Anthony, Benedict e Colin Bridgerton), Nicola Coughlan, Bessie B. Carter e Harriet Cains (respectivamente, Penelope, Prudence e Phillipa Featherinton). Hmmm, o que será que aprontaram por lá?

Continue reading “Badminton House – Conheça mais uma locação de Bridgerton!”

Boxe na Era Regencial: lordes e plebeus no mesmo patamar

Já que Jonathan Bailey nos presenteou com uma foto dele e Rege-Jean Page em cima de um ringue, nada melhor do que um post explicando a importância do boxe no mundo regencial! O núcleo de boxe é novo, criado para a série, mas esse era um esporte muito famoso no começo do século 19 por colocar tanto lordes como plebeus no mesmo patamar.

A atividade física era muito valorizada nesse período e o boxe proporcionava um exercício vigoroso e ainda de lambuja dava uma ótima oportunidade para enfiar a mão na cara dos amiguinhos na esportiva. Quem disse que “1 minuto sem perder a amizade” é algo novo? A gente fica só imaginando se a cena da foto no ringue na Historic Dockyard Chatham é apenas na “broderagem” ou se estão querendo se matar mesmo.

Continue reading “Boxe na Era Regencial: lordes e plebeus no mesmo patamar”

Althorp House: conheça a casa da família Spencer

O mundo dos romances de época está em polvorosa e à espera da adaptação da série de livros Os Bridgertons, de Julia Quinn, anunciada pela Netflix para 2020. Com oito episódios, a temporada de estreia ainda está tomando forma e a primeira atriz a ser escalada é Julie Andrews, que fará a narração das Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown.

Além disso, nós fãs, ligamos o modo “Sherlock Holmes” e tentamos enxergar pistas nos posts de todos envolvidos na produção, principalmente (ou quase que unicamente) o produtor Chris Van Dusen. Em seu Instagram, entre as fotos com amigos e família, é possível encontrar casas inglesas cheias de história e cenários perfeitos para as aventuras dos Bridgertons.

Continue reading “Althorp House: conheça a casa da família Spencer”

Hatfield House estará em Bridgerton. Conheça a casa!

ATENÇÃO – atualização 18/9/19: Descobrimos que a casa será usada para filmar um baile, de Lady Trowbridge. E todo mundo sabe o que aconteceu nos jardins durante o baile de Lady Trowbridge.

***

O mundo dos romances de época está enlouquecido desde o anúncio de que a Netflix fará uma série sobre os Bridgertons, a família regencial criada por Julia Quinn e que é queridinha de muitos leitores. Com produção de Shonda Rhimes, ainda não há data de estreia, mas tudo indica que os preparativos estão a mil.

Na sexta-feira (08), por exemplo, Chris Van Dusen, que está envolvido na produção do seriado, postou uma foto ~misteriosa~ da Hatfield House, com as hashtags Locations (locações) e Scouting (olheiro). Hmm….

Continue reading “Hatfield House estará em Bridgerton. Conheça a casa!”