Veja as fotos da segunda temporada de Bridgerton com Anthony e Kate

E abril se despede de nós com um mimo supremo! Fotos de ninguém menos que Anthony Bridgerton (Jonathan Bailey) e Kate Sharma (Simone Ashley) caracterizados, além de diversos membros do elenco e da família Bridgerton! As fotos foram clicadas pelo Daily Mail no Royal Ascot, em Windsor, e nosso casal estava torcendo animado – e aparentemente um contra o outro. Até a lindinha Edwina (Charithra Chandam) apareceu nas fotos, quase escondida atrás de um Anthony que parecia mais interessado nos cavalos e na competição com Kate… Nosso palpite é que a corrida de cavalos vai ser decidida por um fio. Como foi muito dito sobre a primeira temporada: sparks will fly (fagulhas vão voar)!

Quem também apareceu em cena foi Violet Bridgerton (Ruth Gemmel), Colin (Luke Newton), Benedict (Luke Thompson), Eloise (Claudia Jessie) e até Francesca (Ruby Stokes)! Até podemos ver um pedacinho do que parece ser Hyacinth (Florence Hunt) e um ombro de Gregory (Will Tinston). Pessoalmente, estranhei, pois não era muito comum as “crianças” atenderem muitos eventos. Também não era o mais feminino dos ambientes, mas qual era? Felizmente, isso é o mundo incrível de Bridgerton e amamos que desta vez teremos todos os Bridgerton reunidos e aprontando muito. Ou, quase todos, já que não vimos Phoebe Dynevor (que até então estava gravando outro filme). Mas vocês entenderam o conceito, ne? Daphne também pode estar em casa curtindo os filhos e o marido (que não foi morto pelos produtores, se acalmem).

Olha só esses cutie cuties, coisas mais lindas do fandom nessa foto:

Créditos: Daily Mail

Em sentido horário, começando com o grande casal: Anthony e Kate na competição de quem tá mais bravo; Edwina nos representando supresa; só ombro de Gregory, pois ele ainda é um neném; Hyacinth que parece ter crescido ainda mais; Eloise de penteado novo e Francesca recuperada no churrasco; Colin com uma sombra de barba, que já amamos, Benedict sem defeitos, sei nem o que dizer só sentir; Lady Danbury e Violet tramando o próximo casório e sendo, como sempre, rainhas do nosso coração. E por falar em Rainha, parece que foi montada uma estrutura para se passar pelo que deveria ser o Royal Enclosure da época, local em que o monarca usava para assistir as corridas com sua família e amigos aristocratas. Então, é capaz de termos Lottinha por ali também.

Créditos: Daily Mail

Update 1/5: Repassando as fotos, percebi que a Rainha Charlotte está mesmo por ali! Na foto acima não é possível ver por causa dos cavalos, mas veja esta abaixo:

A rainha está de vestido branco e peruca preta, entre os homens de vermelho e um arranjo de flores brancas.

Inclusive, pesquisando sobre Ascot, descobri algumas coisas legais. O curso foi criado a pedido da Rainha Anne em 1711 e rapidamente se tornou popular. Em 1807, foi estabelecida a Ascot Gold Cup, principal corrida do evento que acontece em junho e é realizado até hoje em moldes muito parecidos com os da Era Regencial. Pois bem, a principal corrida deste campeonato acontece no terceiro dia e atrai grandes multidões, inclusive mulheres. Por isso, ficou conhecido como Ladies Day, devido aos chapéus elaborados e vestidos de dar inveja.

E foi na Era Regencial que esse dia começou a se tornar um verdadeiro desfiles de looks. Beau Brummel foi um dos responsáveis por popularizar os casacos longos e ajustados, com gravatas cheias de nós e cartolas, uma roupa considerada elegantemente simples e perfeita para diversas ocasiões. E, possivelmente, os chapéus gigantes do período, cheios de flores, arranjos e até pássaros também marcaram a época.

E sabe a tradição da Família Real chegar numa procissão de carruagens? Foi iniciada por George IV (que era o Príncipe Regente enquanto seu pai estava doente) e segue até hoje, rendendo looks incríveis e até fotos cômicas.

Com isso, nós ficamos aqui já com a cabeça a mil. A cena parece ter um tom de disputa e, eu não sei vocês, mas deu pra sentir a energia deles só pela foto. Simone Ashley encarnou perfeitamente nossa Kate Sheffield-Sharma, emanando poder e a atitude protetora que só quem leu o livro sabe como é. A mulher assobiou, gente! Chris Van Dusen, deixa essa cena no corte final, nunca te pedimos nada (mentira, mas finge que não é, tá?).

Será que estão apostando? O cavalo que ganhar permite que Anthony corteje Edwina ou não? Seria engraçado demais e explicaria a cara de desespero de Anthony em uma das imagens, além da animação de Kate ganhar. Confira a galeria abaixo (clique para abrir a foto em tamanho maior):

A animação do fandom foi tanta que conseguiram até colocar os nomes Kate, Colin, Edwina e a tag Bridgerton Season 2 Is Coming nos trends do Twitter!

Outro assunto que essas fotos renderam foi sobre as famigeradas costeletas de Anthony. Será que removeram os pelos faciais do nosso Visconde? Compare as imagens abaixo:

No começo da primeira temporada, Jonathan Bailey estava usando sua própria barba para encorpar as costeletas. Porém, durante as gravações, ele precisou tirar tudo por um compromisso profissional e aí a equipe de maquiagem usou apliques. Talvez seja isso que causou incômodo em muitas pessoas? Eu particularmente achei que a caracterização dele está impecável, o perfeito lord inglês que começou a temporada bem e foi se correndo numa paixão obsessiva e um impulso auto-destrutivo. A costeleta muito pontuda de certa forma acentuava esse visual dissipado, então pode ser que na segunda temporada haja alguma mudança sutil no visual para indicar a transformação do personagem. Mas, apesar da qualidade da foto da segunda temporada, parece que há uma costeleta ali, sim.

Como sempre, nos resta esperar. Estamos, como sempre, ansiosas!

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook e me siga no Twitter!

Esse blog é parceiro da página Julia Quinn Brasil. Curta a página no FacebookTwitter e Instagram para não perder nada!

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook e me siga no Twitter!

Bridgerton confirma 3 e 4 temporadas e Shondaland comenta reação do fandom à saída de Regé-Jean Page

E a semana começou do melhor modo possível para o fandom de Bridgerton! A série foi oficialmente renovada para a terceira e quarta temporada. Duas de uma vez, assim, sem nem estrear a segunda! As Benophie e Polin Stans respiram aliviadas, né? E, no mesmo dia, tivemos uma entrevista incrível de Shonda Rhimes e Betsy Beers à Vanity Fair comentando o sucesso, a renovação e a saída de Regé-Jean Page da série. A entrevista na íntegra pode ser lida aqui.

A esta altura do campeonato, se você não vive em uma bolha, já sabe que o intérprete do nosso Duque de Hastings saiu de Bridgerton, provavelmente por conta de uma agenda lotada e restrições de covid-19 complicando a mudança rápida de um set para outro. Mas Palma Palma não priemos cânico! Como desconfiávamos, Shonda não passou a faca em Simon, ele não está morto. Inclusive, Shonda achou muito curiosa a reação (de parte) do fandom da série. “Fiquei muito chocada, porque geralmente isso acontece quando mato alguém que está por aí há um tempo. Tipo, nós não o matamos, ele ainda está vivo! [Regé-Jean] é um ator poderoso e incrível e isso significa que fizemos nosso trabalho – a cada temporada, nosso trabalho é encontrar as pessoas certas e montar esse incrível romance que muda o mundo. Não sei se esperava essa explosão, visto que cada livro [da série Bridgerton ] é um romance diferente. Qual seria o “felizes para sempre” desse par? Quero dizer, sério: o quê Regé-Jean faria, você sabe o que quero dizer? Nós demos a eles seu felizes para sempre! E agora temos esse próximo casal chegando. E então sim, eu fiquei tipo, uau!.”

Só estou trazendo este assunto a tona novamente (sim, eu também não aguento mais o tanto de bait que está rolando até hoje) porque a dona da porra toda também comentou. Esta que vos fala é uma fiel defensora do elenco de Bridgerton e acredito que Jonathan Bailey e Simone Ashley vão arrasar! Regé-Jean Page deu sua contribuição de maneira sublime e sim, nos deixou querendo mais, mas essa é a mágica de um bom ator. No caso, nunca foi descartada a possibilidade de que, em um futuro covid-free, ele possa fazer uma aparição. Mas a verdade é que a presença de Simon é um acessório nos livros/histórias de outros casais, podendo ser adicionada ou retirada conforme a disponibilidade do ator. E sabemos que se tem uma pessoa com agenda cheia, graças ao sucesso da série e do personagem, é Regé-Jean Page.

“É exatamente o tipo de história que gostamos de contar”

E falando sobre o sucesso de Bridgerton, Shonda comentou”estava prendendo a respiração” e que não sabia o que esperar. “Vamos continuar sendo alunos que obtiveram nota máxima?”, ressaltando que ela e Betsy estavam muito focadas no projeto da série, “sabíamos o que queríamos que fosse”.

Parece tão diferente porque é a Era Regencial e é [uma série] de figurinos. Mas, para nós, acho que a história é exatamente o tipo de história que gostamos de contar˜, afirmou Betsy Beers. ˜Quando Shonda descreveu o conceito da série de livros, parte do meu cérebro disse: Esta é tão obviamente uma série, porque a genialidade dessa mulher ter tantos filhos é que todos eles precisam se casar, e todos deveriam se casar por amor. A marca de algo delicioso, eu acho, é quando você não consegue ver o fim. Também há algo sobre contar uma história que tem aspectos incrivelmente modernos, mas em um período específico, o que torna estranhamente mais relaxante para muitas pessoas. É a realização de um desejo, mas ao mesmo tempo é sobre uma mulher descobrindo quem ela é˜, completou.

Shonda continuou no mesmo tom: ˜O que eu gostei foi a capacidade de explorar as coisas do ponto de vista de uma mulher. Eu queria que o olhar feminino que acontecia nos livros acontecesse na televisão. Mas ainda mais do que isso, o que foi legal podermos fazer na Netflix é contar uma história fechada. Aqui está esta temporada; aqui está um romance totalmente formado. [Na rede de televisão] você tem que pegar esse romance e esticá-lo pelo máximo de temporadas possível, e continuar inventando motivos pelos quais eles estão tendo um novo conflito”. E ainda bem, o único conflito aceitável em Bridgerton é sobre os homens cabeça duras que não querem casar com mulheres perfeitas (ou quase) ou sobre o Taco da Morte.

E sobre a renovação para tantas temporadas, elas comentaram sobre as dificuldades de se planejar algo com tanta antecedência. Provavelmente, a luz verde para outras temporadas se deve à necessidade de organizar a agenda de tantos atores diferentes, bem como as locações externas, por questões de custo e também de disponibilidade. Mas o ponto focal de Shonda e Betsy, no momento, é abrir caminho nas histórias dos personagens. “Para construir esse mundo, temporada após temporada, é preciso muita preparação. Em termos de desenvolvimento, é incrível porque você pode começar a plantar sinalizadores conforme avança”, disse Shonda.

Vem mais por aí

Isso significa que teremos todas as histórias dos Bridgertons? Aparentemente, sim! Shonda comentou até sobre Hyacinth: “Há oito Bridgertons. Então, quando você chegar à [pré-adolescente] Hyacinth – oh, meu Deus, ela já terá crescido. Obviamente, não vamos casar uma criança! – vamos crescer Hyacinth e você vai ver a história dela também”. Se a quarta temporada for sobre Colin e Penelope, a história terá dado um salto temporal, podendo abarcar mais de um personagem. Mas, a gente espera que até lá já tenham confirmado a quinta, sexta, sétima e oitava temporada!

Mas, falando sobre a segunda, a reportagem confirmou que eles começaram a gravar esta semana. Dois stories de pessoas ligadas à produção também nos levam a acreditar que Bridgerton já está gravando, provavelmente com alguns atores primeiro, para depois, quando a vacinação estiver ainda mais avançada, gravarem cenas maiores. E, no verão, a previsão é gravar as cenas externas. Resta saber se a produção vai visitar os locais que já conhecemos da primeira temporada ou se vão conseguir permissão para construir um set.

Muitos atores já estão se preparando, como Golda Roshevel, nossa Rainha Charlotte, e a fofíssima Charithra Chandran, que será Edwina Sharma (Sheffield nos livros). Enquanto isso, seguimos aguardando uma migalha qualquer, uma foto de claquete, de cachinhos de peruca, um lenço, qualquer coisa para acalmar o coração das fãs desesperadas.

Esse blog é parceiro da página Julia Quinn Brasil. Curta a página no FacebookTwitter e Instagram para não perder nada!

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook e me siga no Twitter!

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook e me siga no Twitter!

Bridgerton divulga novos personagens para a segunda temporada

Semana começando com mimos para o fandom de Bridgerton, que ficou arrasado depois da notícia de que Regé-Jean Page não voltará para a segunda temporada da série. Completando a família Sharma, temos Mary e Edwina, além de dois personagens novos: o misterioso Jack, cujo sobrenome foi omitido pelo anúncio, e Theo Sharpe, um assistente de gráfica que muitos já especulam qual será seu papel.

Na verdade, os personagens Edwina e Jack já haviam sido revelados em um furo de reportagem do site Deadline, mas Shondaland havia se recusado a comentar. Porém, nesta segunda-feira, tivemos o anúncio oficial, junto com a sinopse. Eles se juntam a Simone Ashley, que será Kate Sharma, e ao elenco da primeira temporada (exceto RJP).

Veja abaixo as descrições dos personagens e seus respectivos atores:

Edwina Sharma (Charithra Chandran)

Edwina foi ensinada por sua irmã mais velha Kate como ser a debutante perfeita. Ela tem uma boa natureza e infinitamente querida. Mas, apesar de ser nova e ingênua, ela sabe o que quer: um casamento por amor verdadeiro.


Mary Sharma (Shelley Conn)

Filha de um conde cujo casamento com um mercador deixou a própria família envolvida em escandalo, Lady Mary retorna a Londres com suas próprias filhas e é obrigada a aceitar o escrutínio da sociedade mais uma vez.


Jack (Rupert Young)

O mais novo membro da sociedade com uma conexão com uma das mais notáveis famílias.


Theo Sharpe (Calam Lynch)

Um assistente de gráfica que trabalha duro. Mas, ele não é apenas um trabalhador, ele também é um intelectual que luta pelos direitos de todos.


A nós resta apenas especular qual será o papel destes dois novos personagens. Muito especula-se que Jack será o herdeiro dos Featheringtons, mas não se sabe com certeza. E sobre Theo, a teoria já come solta: será ele par romantico de Edwina? Assistente de Lady W? Alguém que vai ser um militante por direitos iguais?

As filmagens da segunda temporada devem começar em breve, já que Luke Thompson, intérprete de Benedict, afirmou em uma entrevista que os trabalhos começariam em duas semanas (porém, não sabemos quando a entrevista foi concedida), com as filmagens sendo primeiro nos estúdios. Tal escolha se dá por dois motivos: durante a primeira temporada, a produção teve problemas com amianto no local que deveria contruir o set. Então, começaram

Simone Ashley é escolhida para Kate em Bridgerton

É oficial! Finalmente sabemos quem será a Kate de Anthony na série Bridgerton, adaptação dos livros de Julia Quinn! A atriz Simone Ashley foi escolhida para interpretrar Kate Sharma, que será a versão televisiva de Kate Sheffield. Uma pequena mudança no sobrenome para refletir a origem indiana da personagem.

Veja a descrição do Deadline, que divulgou a notícia:

Ashley will play Anthony’s romantic interest, Kate Sharma. Newly arrived in London, Kate is a smart, headstrong young woman who suffers no fools — Anthony Bridgerton (Bailey) very much included.

Ashley vai interpretar o interesse romantico de Anthony, Kate Sharma. Recém-chegada a Londres, Kate é uma mulher inteligente e cabeça dura que não atura tolos – Antony Bridgerton incluso.

Simone Ashley pode ser conhecida do público que já assistiu Sex Education. Outros trabalhos da atriz incluem Broadchurch (curiosidade, Jonathan Bailey participou dessa série também), Pokemon e Strike, como uma recepcionista.

O que acharam da moçoila? Eu amei, achei que tem bem a cara de quem vai ser bocuda porém insegura! E pra quem já está reclamando de terem trocado o background da personagem sem nem saber como vai ser essa mudança, fica nossa Kate rolando os olhos:

Se Anthony não se apaixonar por esse olhar, é um caso perdido:

O Valentine’s Day era comemorado na Era Regencial?

No dia 14 de fevereiro, muitos países comemoram o Dia de São Valentim, também conhecido como Dia dos Namorados. Atualmente, é um dia para presentes e encontros românticos, mas será que era assim na Era Regencial?

Mais ou menos. Naquela época, trocavam-se cartões feitos à mão, com decorações que podiam variar de flores até rendas de tecido. Flores também eram entregues, principalmente por quem não tinha o poder aquisitivo para folhas de papel ou queria passar alguma mensagem.

Veja esse trecho do jornal Morning Post, no dia 15 de fevereiro de 1815, tirada do blog Georgian Era:

The Morning Post – 15th February 1815

Yesterday being Valentine’s day, the whole artillery of love was put into requisition.  The Postmen were converted into Cupids, and instead of letters upon business, carried epistles full of flames, darts, chains, and amorous declarations.

Ontem sendo Dia de São Valentim, toda a artilharia do amor foi colocada a postos. Os carteiros foram convertidos em Cupidos, e ao invés de cartas de negócios, carregavam epístolas cheias de chamas, flechas, correntes e declarações de amor.

História do Valentine’s Day

Assim como o Dia das Bruxas e até mesmo do Natal, o Dia de São Valentim foi estratégicamente colocado em 14 de fevereiro como forma de sincretizar uma tradição romana ao catolicismo. A Lupercália era realizada entre 13 e 15 de fevereiro e era uma festa para afastar energias negativas e purificar a cidade. Portanto, em 496, o Papa Gelasius decretou o dia 14 de fevereiro como dia de São Valentim, padre que desafiou regras para casar jovens romanos e foi transformado em patrono dos enamorados.

Foi apenas no século 17 que a tradição de mandar cartas no Valentine’s Day realmente virou moda, mas há registros de que no século 15 Charles, Duque de Orleans, mandou cartas da prisão para sua esposa na data.

E lembra que falei mais acima sobre passar mensagens com flores? Foi graças à introdução da “linguagem das flores”, difundida na Europa pelo Rei Charles II da Suécia no século 18, que muitos amantes podiam escolher mandar uma rosa vermelha para professar toda sua paixão (mas seria escandaloso) ou lírios para declarar devoção e pureza.

Presentes comprados em lojas ficavam reservados para outras épocas e relações mais próximas (apesar de não ser incomum, só algo mais reservado aos aristocratas). Foi apenas com a Era Vitoriana e o sucesso da industrialização que se tornou acessível comprar lembrancinhas e cartões prontos para o Valentine’s Day.

No Brasil, a data não é comemorada (já que por aqui, geralmente, estamos pulando carnaval) e o nosso Dia dos Namorados é em junho, na véspera do Dia de Santo Antônio. Mas, conta aí, vai mandar algum cartão nesse dia 14 de fevereiro?

Esse blog é parceiro da página Julia Quinn Brasil. Curta a página no FacebookTwitter e Instagram para não perder nada!

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook e me siga no Twitter!

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook e me siga no Twitter!