Kensington Palace – Regencial no Séc 21

No dia 31 de agosto, faz 20 anos que Lady Diana, princesa de Gales, morreu em um acidente de carro em Paris. Não acho exagero dizer que o mundo entrou em luto ao perder um de seus grandes ícones. Os portões do Kensington Palace foram inundados com flores e homenagens. Por isso, como forma de tributo, vou contar hoje na série Regencial no Séc 21 a história desse palácio que ficou mundialmente conhecido como a casa de Lady Di.

William&MaryEngraving1703O histórico de Kensington como casa da família real remonta ao século 17, quando o recém coroado Rei William III e a Rainha Mary II (curiosidade: eles governavam juntos! Sem essa de rainha consorte) compraram a Nottingham House e comissionaram uma reforma para adequar a casa para os monarcas fazerem dali sua corte e lar de campo. Se você leu o texto sobre a Rotten Row, vai lembrar que a primeira estrada com iluminação pública foi construída como rota entre o St. James Palace, corte oficial, e o Kensington para conforto de Sua Majestade.

O fato é que, desde então, os corredores do palácio abrigaram reis, futuros monarcas e a parentaiada toda. Depois de William e Mary, a Rainha Anne viveu em Kensington. Após sua morte, os reis George I e II (ah, os nomes ¬¬) moraram por ali também, cada um dos três fazendo adaptações tanto no que se refere à disposição dos cômodos como dos jardins: a Rainha Anne foi a responsável pelo Apartamento da Rainha e a estufa; George I pela reforma dos apartamentos de Estado; e a esposa de George II pelos jardins e o lago Serpentine).

Kensington_Palace,_South_and_East_Fronts,_by_William_Westall,_1819_-_royal_coll_922148_257080_ORI_0Durante o reinado de George III e na regência de Prinny, Kensington ficou para os parentes reais mesmo. Não me lembro de ter lido nenhum livro que citasse o Kensington Palace, mas sei que a região era mesmo considerada um vilarejo nas cercanias de Londres (qualquer dia faço um post explicando a confusão que é o sistema de bairros da cidade).

Entretanto, foi na Era Regencial, em 1819, que uma grande monarca nasceu e cresceu ali: Alexandrina Victoria passou seus primeiros 18 anos enfurnada morando em Kensington. A jovem Victoria vivia em um sistema criado para torná-la dependente de sua mãe e impedir que ela se apegasse a outros parentes (só que foi o contrário, né, ela odiava a mãe). Inclusive, foi em Kensington que ela conheceu o seu futuro marido, o príncipe Albert (♫ musiquinha romântica ♫).

Galeria_de_Kensington
Galeria de Kensington

Mesmo com diversos príncipes, duques, marquesas e condessas que viveram por lá, os apartamentos de Estado em Kensington foram negligenciados no século 19, já que a Rainha Victoria havia se mudado para o Palácio de Buckingham.  Mas, em 1897, quando o Parlamento queria demolir o lugar, a Rainha Victória bateu o pé sobre o local onde nasceu e o governo voltou atrás. A reforma durou dois anos e os Apartamentos de Estado foram reabertos no aniversário da rainha, em 24 de maio de 1899. Foi aí que o uso misto, como residência da realeza e museu, começou.

Durante a Primeira Guerra Mundial, o palácio foi usado como escritório para algumas organizações de caridade. Durante a Segunda Guerra, o prédio foi seriamente bombardeado, principalmente os apartamentos da Rainha e, portanto, foi fechado novamente. O Museu de Londres voltou a Kensington em 1949, ficando lá por mais de 25 anos. Atualmente, o palácio é mantido pela fundação Historic Royal Palaces e  é permitida a visitação com diversas rotas turísticas, inclusive com tours em áudio sobre a história do lugar.

Moradores modernos
Se você assiste The Crown, a fantástica série da Netflix sobre a vida da Rainha Elizabeth, conhece a Princesa Margaret. E na próxima temporada, talvez Kensington apareça! Isso porque ela viveu com seu marido no apartamento 1A (apartamento é modo de dizer, ok? Tem quatro andares e uns 20 cômodos. O que consideramos como apartamento aqui, lá é chamado de flat).

gallery-diana-sitting-roomEm 1981, os apartamentos 8 e 9 foram combinados para criar a casa dos recém-casados Charles e Diana. Foi ali que William e Harry cresceram (e aprontaram muito, segundo algumas entrevistas). Diana viveu ali até sua morte e recentemente algumas fotos de seu escritório e sala de visitas foram divulgadas.

kensington-palace-apartment-interiorHoje, o Palácio de Kensington é a casa do Trio Real – como William, Kate e Harry são conhecidos na mídia britânica. O casal mora no apartamento 1A, que era de Margaret. Já os cômodos dos apartamentos 8 e 9 viraram o “quartel general” para as organizações que eles gerenciam. Por exemplo, quando Kate recepcionou a equipe do Huffington Post para a semana da saúde mental, foi ali que a redação foi montada.

Desde George II, nenhum monarca viveu em Kensington. Será que William será o primeiro em mais de 250 anos?

Vamos conferir a galeria de fotos com pinturas e fotos dos apartamentos ao longo dos séculos!

 

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s