Campanha do Remembrance Day exalta veteranos de guerra

Na décima primeira hora, do décimo primeiro dia do décimo primeiro mês, é observado o Dia do Armísticio, dia que marcou o fim oficial da 1ª Guerra Mundial. Já expliquei aqui no blog sobre o Remembrance Day e como esse dia serve de lembrança aos soldados que deram suas vidas para as guerras enfrentadas pelo Reino Unido e Commonwealth. Se você recentemente viu alguma notícia sobre algum dos países que formam essa comunidade (como o Canadá ou a Austrália, por exemplo), deve ter reparado na flor vermelha que todos levam na lapela. No post explico a origem do uso dessa flor, é lindo e triste ao mesmo tempo! 

23318971_1657650310923459_7297374328141710790_nEste ano, o Remembrance Day será observado no dia 12 de novembro, como é costume fazer as cerimônias oficiais no segundo domingo de novembro. A Família Real deve participar e como nos anos anteriores, a Rainha Elizabeth II depositará uma coroa de papoulas no monumento Cenotaph, em Whitehall. Os dois minutos de silêncio serão realizados e ao final, o toque The Last Post será apresentado pela infantaria. A Royal British Legion fará o tradicional evento no Dia do Armísticio, que convenientemente cai num sábado, no Royal Albert Hall para homenagear os soldados mortos e veteranos de guerra.

Os veteranos, inclusive, foram tema da campanha do RBL com dois vídeos incríveis que coloco abaixo. O primeiro é curto e conta com a declamação de um trecho do poema In Flanders Field, de John McCrae, com veteranos em situações cotidianas.

O segundo tem o poema completo escrito com papoulas em diversos locais importantes nas guerras recentes. A instalação temporária serve para lembrar que o apoio com a compra das papoulas contribui para o cuidado do veteranos de guerras antigas e recentes.

Veja o vídeo e, logo depois, a explicação dos locais com o trecho do poema que esteve em cada um deles:

ChelseaRoyal Hospital Chelsea, asilo para mais de 300 veteranos das guerras e que também foi bombardeado na 2º Guerra Mundial: In Flanders fields the poppies blow, Between the crosses, row on row

gateshed
Sage Gateshead, cidade do Norte da Inglaterra que teve cerca de 20 mil recrutas na 1º Guerra Mundial
: That mark our place; and in the sky, The larks, still bravely singing, fly

dover02
Penhascos Brancos de Dover, costa britânica que recebeu os soldados que foram resgatados de Dunkirk
: Scarce heard amid the guns below, We are the Dead. Short days ago, We lived, felt dawn, saw sunset glow.

dunkirk05
Praia de Dunkirk, palco da grande evacuação de tropas durante um ataque dos alemães
: Loved and were loved, and now we lie, In Flanders fields.

cardiff02
Baía de Cardiff, fortemente bombardeada na 2º Guerra Mundial
: Take up our quarrel with the foe: To you from failing hands we throw

staffordshire-nma-04
Memorial Nacional Arboretum, memorial permanente para os mortos nas guerras
: The torch; be yours to hold it high. If ye break faith with us who die

manchester03
Cais de Salford, em Manchester, fortemente bombardeado na 2º Guerra Mundial:
We shall not sleep, though poppies grow, In Flanders fields.

Eu sempre fico emocionada com esse poema. Que a Royal British Legion consiga vender muitas poppys para ajudar os veteranos!

Não esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s