Um jantar vitoriano

Vejam só que legal esse jantar que uma blogueira que sigo fez com suas amigas nos EUA! O texto está em inglês, mas as fotos são incríveis (com inspiração para os trajes, a confecção do vestido dela e, claro, o jantar em si). Eu acho o máximo! Ver essas fotos dá bem a dimensão de quão escuro um jantar à luz de velas com tantos convidados é. Fazem eu me lembrar daquelas descrições de que “a luz de velas favorecia a pele” ou que uma personagem parecia mais jovem à luz de velas. Quem leu a série As Modistas, de Loretta Chase, vai se encantar com esses vestidos bufantes, com mangas absurdas (eu não consigo gostar muito dessa silhueta, mas estamos aí, babando mesmo assim kkkk) e as saias com anáguas estruturadas enormes. Vejam o post completo abaixo:

SewLoud

I have loved the absurdity of the 1830s since I first discovered fashion plates of it almost 20 years ago. I’ve made four previous 1830s dresses and love wearing them but I had been longing for a formal dinner party. Wandering a historic site just isn’t quite as glamorous as candlelight and friends. Finally a friend suggested if you can’t find and event, make one! So the Young Victoria Dinner was born.

Major thank you to the Joseph Ambler Inn for being so welcoming!

Fashion Inspiration


But what to where?! Obviously any of the four other perfectly serviceable gowns I own just WOULD NOT DO. Why?…because I said so and it’s my party.

I ask you IS there anymore delightful than 1830s hair? There isn’t.

When looking around at fashion plates I realized there’s a pretty large range of things to choose from, but evening ensembles seems to have a…

View original post mais 1.184 palavras

Retrato de Jane Austen está a um passo de ser legitimado!

Jane_Austen_coloured_versionQuando pensamos em Jane Austen, a primeira (e única) imagem da autora que vem à mente é o famoso retrato desenhado por sua irmã Cassandra, no qual Jane está sentada levemente de lado, com uma touca de linho e um papel nas mãos. Mas, possivelmente um retrato da autora existe há mais de 200 anos e ninguém sabia. Quer dizer, sabia, mas não havia provas de que era realmente Austen.

O chamado Rice Portrait apresenta uma adolescente com cabelos curtos, segurando um guarda-chuva e olhando diretamente para o espectador. Segundo a história, ele foi comissionado pelo tio-avô de Austen quando ela, aos 12 anos, visitou a propriedade em 1788. Francis Austen escolheu o artista Ozias Humphry para o retrato, que hoje está com a família Rice, descendente dos Austen e foi descartado pela National Portrait Gallery como não sendo da autora.

Continue reading “Retrato de Jane Austen está a um passo de ser legitimado!”

Leituras de 2018 – Agosto

Mais um mês, mais alguns livros lidos! Cheguei a 50% da minha meta (e continuo atrasada, mas ok) e acabei de incluir uma serie de 22 livros pra ler. Alguém mais acha que perdi o controle do rolê? 😂😂 Pelo menos troquei de óculos, quem sabe agora eu volto a ler mais rápido?

Bom, em agosto eu peguei carona no último livro que li em julho e continuei pela Escócia. Ok, primeiro li um livro que não tem nada a ver com o que costumo ler, mas que achei muito interessante. Post atrasado, quase duplo com setembro, mas vamos ver?

Continue reading “Leituras de 2018 – Agosto”

Leituras de 2018 – Julho

O mês de julho passou que eu nem vi! Mentira, vi sim porque teve Copa, teve meu aniversário (yaay), aniversário do noivo e muitas festas. Mas, passou rápido e eu li apenas uma série (o horror, o horror). Atrasada na meta de leitura? Sempre. Amei demais essa série? Totalmente! Vamos ver o que achei?

Continue reading “Leituras de 2018 – Julho”

Leituras de 2018 – Junho

Aoooooo, junho foi um mês de festa boa, sô! E boa parte dele eu passei na cidade de Bath (nos livros, claro!). Li duas séries, uma que é complementar aos Bedwyns, que li em maio, e outra que por acaso o primeiro livro também se passa na estância termal no oeste da Inglaterra. Estou mega atrasada, mas antes que isso piore, vamos ver o que achei?

Continue reading “Leituras de 2018 – Junho”