Leituras de 2018 – Julho

O mês de julho passou que eu nem vi! Mentira, vi sim porque teve Copa, teve meu aniversário (yaay), aniversário do noivo e muitas festas. Mas, passou rápido e eu li apenas uma série (o horror, o horror). Atrasada na meta de leitura? Sempre. Amei demais essa série? Totalmente! Vamos ver o que achei?

Carsington Brothers, Loretta Chase

Carsington
Fiquei sabendo sobre essa série por acaso, em um grupo de romances que estou e comentaram sobre uma DeLucey e eu na hora lembrei da série As Modistas. Coloquei na lista de leitura e agora em julho peguei para ler. Estou lamentavelmente para trás na minha meta, mas quem acredita sempre alcança!

Miss Wonderful
Livros com heróis de guerra sempre são um prato cheio! Adoro! Alistair Carsington é um dos filhos do Conde de Hargate e só se mete em confusão, geralmente por se apaixonar rápido demais. Por isso, o pai o despacha para o exército bem a tempo do começo da batalha de Waterloo e o encrenqueiro consegue voltar de lá aclamado como um grande herói, ainda que manco. Mas, depois da guerra ele continuou meio sem rumo (apesar de dar bem menos trabalho para o pai, ele ainda continua gastando muito bem, obrigado). Ele então tem que ajudar um amigo a desenrolar o projeto de um canal hidroviário pelo condado de Derbyshire. Lá ele conhece a independente Srta Oldridge e seu pai avoado. Os diálogos com o pai dela são muito engraçados e cheios de significado se alguém parar pra prestar atenção. O romance entre eles floresce bem rápido e é engraçadíssimo ver Alistar se controlando para não se apaixonar pela beldade ruiva. Achei o livro uma gracinha, pois os dois cedem para alcançar o final feliz. Só acho que o “vilão” teve uma penalidade leve e tudo aconteceu muuuito perto do final do livro.

Mr. Impossible
Eu tendo a não gostar muito de livros que se passam fora da Inglaterra (me julguem) mas esse aqui me conquistou, mesmo se passando no Egito. Rupert Carsington conhece Daphne Pembroke numa circunstância inusitada: ele preso e ela barganhando pela liberdade dele. Ela precisa de ajuda para encontrar o irmão, que foi sequestrado por causa de uma relíquia egípcia. Ele é todo músculos e ação; ela é todo cérebro e planejamento. O par perfeito, certo? O mais lindo é ver como Rupert passa a admirar a inteligência de Daphne e a faz florescer. A trama é bem costurada, com um suspense que te deixa na beira da cadeira a maior parte do tempo querendo saber o que vai surgir de uma catacumba para querer machucar os protagonistas. Como no livro anterior, tudo acontece muito perto do final mas não por isso é menos interessante.

Mr. Perfect
De fato, um livro perfeito! Eu me diverti muito lendo, adorei as crianças e as confusões que elas se metem. Benedict Carsington é herdeiro do Conde de Hargate e irmão mais velho dos personagens dos livros anteriores. Ele já foi casado e a esposa faleceu há dois anos. Bathsheba (que nome é esse Brasil?!) Wingate é uma DeLucey de nascença e eu vi algumas similaridades com a série As Modistas, afinal, ela deve ser parente das irmãs Noir. A filha de Bathsheba e o sobrinho de Benedict fogem juntos (eles são crianças, calma) em uma caça ao tesouro. Os adultos, é claro, saem numa busca frenética atrás deles antes que a sociedade fique sabendo. Adorei o fato de que, conforme o casal vai se envolvendo, nenhum dos dois esconde o que sente ou finge que não sente nada pelo source (1)outro. O mais legal é que Benedict é considerado um lorde perfeito e ele é, só que sente o peso de ser tão perfeitinho o tempo todo. A aventura ajuda a soltá-lo um pouco mais e é legal ver como ele fica menos rígido (a cena da crise de riso foi ótima!). O final é incrível, eu realmente não esperava a intervenção que eles tiveram, rs, foi bem interessante.

Not Quite a Lady
Esse é aquele tipo de livro que você vai ler só para completar a série, sem muitas expectativas, mas no fim das contas ama de paixão! A história de Darius Carsington e Charlotte Hayward é maravilhosa! Darius recebe do pai uma propriedade em frangalhos e o desafio de seu genitor é que ele faça um milagre a terra prosperar. Charlotte não tem nada exatamente contra ele, só quer se esquivar do casamento com qualquer homem. Adorei que ela tem esse jeitinho de se esquivar dos homens, rs. E Darius…. ah, eu sempre me apaixono por esses personagens ultra-lógicos. Adoro o fato de que ele logo percebe que está apaixonado e dá um jeito de resolver essa situação. A cena na lavanderia foi uma das minhas favoritas! Fui fisgada por esse livro de um jeito que li em dois dias e olha que meu ritmo diminuiu muito nos últimos meses! Pip é fofo e achei legal a virada que a história dele deu. Um livro muito divertido de ler.

Last Night’s Scandal
PARA TUDO! Eu estava ansiosa para ler esse livro por conta da aparição dos personagens em Mr. Perfect. Só não sabia que ia ficar suspirando quando o livro acabou! Peregrine Dalmay, Conde de Lisle, acabou de voltar do Egito depois de cinco anos sem pisar na Inglaterra. Olivia Carsington-Wingate está a todo vapor em sua temporada londrina, causando escândalos e quebrando corações. Os dois se reencontram e ficam apaixonados sobressaltados em perceber como o outro cresceu e se tornou atraente. Lisle recebe da família a incumbência de restaurar um castelo escocês que está caindo aos pedaços e com rumores de fantasmas ou nunca mais vai voltar para o Egito. Olívia resolve ajudá-lo (do jeito torto, manipulador e convincente que só uma DeLucey poderia conseguir). Eles embarcam nessa viagem louca (devidamente acompanhados, claro), e a atração entre os dois só vai aumentando. Lisle é adorável, mas também pode ser um pé no saco de teimosia e arrogância, relembrando muito o moleque que ele era no terceiro livro. Olivia é incrível, realmente uma força da natureza e as cartas dela são as melhores, eu ria descontroladamente. Esse livro tem cenas hilárias e também cenas muito muito fofas! Vou deixar aqui um trecho de Lisle descrevendo Olivia que me fez suspirar alto no metrô:

Se ele tivesse sido um egípcio da antiguidade, seria a imagem dela que ele teria pintado nas paredes de sua tomba, assim ele poderia olhá-la por toda a eternidade.

source2.gif

É fofo, não é? Entrou pra lista de livros favoritos, sem dúvida!

Nota da série: 10/10, porque dei 5 estrelas em todas as minhas resenhas no GoodReads, tão apaixonada que fiquei por esses livros e essa família!

Progresso da meta de leitura: 44/100!

Não esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s