Leituras de 2018 – Janeiro

Hoje começo uma nova série de posts aqui no blog para registar as minhas leituras deste ano. Assim como em 2017, estou participando do  Reading Challenge (desafio de leitura) do Goodreads. A meta de leitura esse ano é de 100 livros! Ano passado cheguei perto (98) então nada mais justo do que tentar bater a meta em 2018. Já li nove livros, quatro da série As Modistas, de Loretta Chase, e cinco da série Legendary Lovers, da Nicole Jordan, ainda sem tradução no Brasil. Eu tentei resumir o máximo que pude, mas esse post vai ser loooongo. Se você quer saber mais sobre o que ando lendo e buscar inspiração, vem comigo! Prometo valer a pena!

As Modistas, Loretta Chase

Modistas

Ganhei de Natal do meu noivo a série, que é uma delícia! Apesar de não ser um romance regencial, tem tudo aquilo que adoramos num romance de época. O ano é 1835, estamos no final do reinado de William IV, predecessor da Rainha Victoria.

A história gira em torno das proprietárias da Maison Noirot, as irmãs Marcelline, Sophia e Leonie (morena, loira e ruiva, respectivamente. Adorei essa pluralidade). Depois de enfrentarem uma infância relativamente difícil (os pais eram uns charlatões que tiravam vantagem de quem moscasse e não tinham muito tempo para as filhas) e um surto de cólera em Paris, elas montaram um ateliê em Londres. A profissão de modistas foi ensinada por sua prima Emma, que infelizmente morreu em Paris. Agora, elas buscam ganhar clientes aristocráticas para elevar o status da loja e aumentar a fama.

Sedução de Seda
História de Marcelline e o Duque de Clevendon. As irmãs Noirot estão atrás do duque pois ele está de casamento marcado com Lady Clara Fairfax, amiga de infância de Clevendon. A trágica morte de seus pais fez com que Clevendon fosse criado pelo Marquês de Warford, e ele tem uma grande amizade com o Conde de Longmore, filho do marquês. Clevendon está em Paris há alguns anos, curtindo a vida e esperando sua prometida chegar a idade correta para casar.

Marcelline então vai atrás dele para conseguir convencê-lo a vestir sua noiva na Maison Noirot. Obviamente, eles não imaginam que a atração mútua que sentem vai melecar os planos dos dois e criar um rebuliço na vida de todo mundo ao redor. Eu adorei os personagens e a dedicação de Marcelline à loja, principalmente em imaginar os vestidos que ela cria, já que esse é seu grande talento, desenhar os vestidos mais incríveis. . Ah, e uma curiosidade: a casa do Duque de Clevedon descrita no livro realmente existiu e era enorme (adoro quando as autoras fazem isso!). Veja essa foto abaixo da Northumberland House.

northumberlandhouse.jpg
Northumberland House, demolida em 1874

Escândalos de Cetim
Já no primeiro livro, vemos que o Conde de Longmore se surpreendeu muito com Sophie Noirot, a irmã mais articulada e propensa ao drama. Ela se fantasia de criada e outros personagens para acompanhar de perto a exibição dos vestidos nas grandes festas da aristocracia e fazer relatos detalhados ao jornal Foxe’s Morning Spetacle. O romance dos dois se desenvolve quando eles precisam ir atrás de Lady Clara Fairfax (ela de novo,rs), que após dar um fora em Clevendon se vê em uma situação comprometedora com um lorde inescrupuloso. A cena em Hamptom Court até hoje me trás suspiros ai ai.

Lord Longomore é mais do tipo que age sem pensar muito, principalmente com a cabeça de cima, mas se mostra muito mais do que um rosto bonitinho ao longo do livro (apesar de que achei irritante ele sempre querer manter essa fachada de estúpido, de quem é mais  músculos do que cérebro). Sophie é a desenhista oficial de chapéus, com criações decoradíssimas e que desafiam a gravidade.  E lembram que eu disse que ela é mestre nos disfarces? É exatamente isso que vai ajudar Lady Clara, mas também vai criar algumas situações bizarras para ela e Longmore.

Volúpia de Veludo
Esse livro me conquistou logo na primeira página com uma descrição detalhada do quadro Vênus e Marte de Boticelli, que Leonie Noirot está admirando fixamente. Logo em seguira, Simon Blair, Marquês de Lisbourne, aparece pra roubar meu coração. Leonie é a “contadora” das irmãs Noirot e especialista em corsets. Simon é primo de Lady Gladys Fairfax (e também de Lady Clara e Longmore) e o objetivo de Leonie é encontrar Gladys para transformá-la de patinho feio em cisne. Eles então batem uma aposta de que ela conseguirá fazer o impossível e tornar Gladys a bela da temporada. Se ela ganhar, Lisbourne dará o Boticelli para Leonie. Se ela perder, deverá passar duas semanas no campo com Simon.

N-0915-00-000037-wpu.jpg
Venus and Mars,de Boticelli, em exibição atualmente na The National Gallery, em Londres

Nesse livro, há um conflito legal sobre um chantagista e o primo de Lord Lisbourne, o poeta Lord Swanton. Também tem alguns ~barracos~ que podem acabar com a reputação da loja e o fato de que Leonie é a última irmã Noirot na empresa, já que as outras casaram. Entretanto, o desfecho é incrível e eu fiquei muito intrigada com todo o mistério. O livro tem cenas lindas e muito românticas, a da cartola é minha favorita.

Romance entre rendas
Durante os três livros anteriores, ficamos tão familiarizadas com Lady Clara (afinal, ela é uma das clientes ilustres da Maison Noirot) que era preciso ter um livro só pra ela! E MEU-DEUS-DO-CÉU! QUE LIVRO que tiro FOI ESSE?! Se eu achava que Simon Blair tinha conquistado meu coração, Oliver Radford roubou ele das mãos do marquês na maior cara dura! Por ser filho de um segundo filho, Oliver não tem título, então se acha abaixo de Clara, principalmente por ele ser um advogado. Entretanto, a química entre eles é inegável desde o primeiro encontro. Além disso, a ternura com a qual ele cuida de Clara é de deixar o coração mole. E nossa beldade de cabelos louros conquista o advogado com sua inteligência, além de se apaixonar por ele exatamente porque ele valoriza essa característica dela (e não apenas sua aparência).

Radford é meio que um Sherlock Homes before it was cool, antes mesmo do personagem ser criado, no caso. Com alto poder de dedução, ele adora solucionar crimes e levar os culpados à justiça. Além do que, a descrição dele me lembrou tanto o Jonny Lee Miller em Elementary que não deu pra ficar imune.

Nota da série: 10/10! Amei cada história e todo o conhecimento sobre roupas. Ah, deixo aqui um vídeo que vi no Instagram que ilustrou muitíssimo bem a tão famosa Reverência Noirot. Imagino que as saias se mexessem dessa maneira, ainda que elas não dessem esse pulinho, rs.

 

Legendary Lovers, Nicole Jordan
Legendary

Os Primos Wilde vivem de acordo com seu nome (Wild em inglês é selvagem e mesmo com a grafia ligeiramente diferente, o som é o mesmo), sem levar em consideração as regras da sociedade. São cinco jovens, Ash, Jack, Katherine, Quinn e Skye. Os três primeiros são filhos do Marquês de Beaufort e os dois últimos do Conde de Traherne. Acontece que o marquês e o conde, junto com suas esposas, morreram em um trágico acidente de navio quando eles eram todos muito jovens. Ash tinha 18 e Quinn, 17 (se não estou enganada). As histórias dos romances se passam em 1816 e 1817, meu amado período regencial hehehe.

Toda a série tem paralelos com grandes clássicos da literatura, que Katherine pesquisa para encaixar cada Wilde em uma grande história de amor. Assim, cada um deles encontraria seu par ideal e viveria feliz para sempre. Os homens, como sempre, ficam céticos sobre tal ideia maluca, mas concordam em pelo menos dar uma espiada em sua pretendente (menos, Quinn, o cínico, que acha tudo uma grande baboseira).

Princess Charming
O primeiro livro aborda a história de Ash e Maura. Inspirado em Cinderella, Ash precisa ajudar Maura não a encontrar seu sapatinho perdido e sim a recuperar seu garanhão que foi vendido ilegalmente por sua madrasta. Ela sabe se defender muito bem, entretanto, os dois bolam um plano para acabar de vez com o visconde que comprou seu cavalo e ter um final feliz! Cenas ótimas com Maura batendo em um certo lorde pomposo (não o Ash).

Lover Be Mine
O segundo é a história de Jack e Sophie, inspirado em Romeu e Julieta. Ok, a inspiração não é exatamente um romance, mas as duas histórias tem similaridades. Os Wildes tem uma briga antiga com a família de Sophie, os Fortins. Para ficar juntos, eles precisam superar essas diferenças e o ódio que o pai de Sophie nutre pelos Wildes e o desprezo por Jack (aparentemente) não ter um título, já que Sophie está quase fisgando um duque. Só que Jack é na verdade filho de um príncipe europeu e Clara Wilde, irmã do Marquês de Beaufort (o pai de Ash adotou Jack quando ele era criança e Lady Clara havia morrido).

Secrets of Seduction
O terceiro livro é da fofa Lady Skye e do taciturno Lord Hawkhurst, inspirado em A Bela e a Fera. Uma história incrível, o mocinho perdeu a esposa e o filho em um incêndio e se isolou do mundo na ilha de Cyrene, no Mediterrâneo. Quando ele volta à Inglaterra para fazer um casamento arranjado, Skye intercede aparecendo na porta dele no meio de um temporal e aos poucos vai transformando o castelo (e a vida de Hawk) para sua glória total. Tem uma sub-história sobre Lord Cornelius, o tio estudioso que ficou responsável pela criação dos primos Wildes.

The Art of Taming a Rake
O quarto livro é inspirado em A Megera Domada e conta a história de Quinn e Venetia. Aqui, tem uma coisa legal, pois Kate achava que o conto do primo seria de Pigmalião e sua história seria a de Shakespeare. Quinn é um cético e Venetia vai atrás dele para impedi-lo de cortejar sua irmã. Venetia passou por um escândalo dois anos antes ao cancelar seu casamento no dia do evento e Quinn não esperava sentir uma atração tão forte por Venetia. Entretanto, alguns atentados à vida dele colocam os dois em uma situação delicada e eles precisam se casar (#simplesassim). É legal ver a transformação do coração de pedra de Quinn para um de carne e osso (e muito amor, ai ai). Tem ainda essa trama de mistério, em querer saber quem está tentando matar esse homem maravilhoso. Eu fiquei apaixonada por esse livro e por esse mocinho, suspirei que nem boba no final feliz.

My Fair Lover
A história que resta é a de Katherine e Brandon, inspirada na lenda de Pigmalião e Galathea (um escultor que se apaixonou por sua obra e os deuses, com pena, a transformaram em carne e osso), só que ao contrário. Kate é quem precisa moldar Brandon em um lorde inglês, já que ele é um corsário americano que lutou contra os britânicos durante a guerra de emancipação dos EUA. Só que Brandon também é metade inglês e herda um título de seu tio, Barão Valmere. Kate se propõe a ajudar (mesmo com o passado deles juntos só contribuindo para o enredo pegar fogo), já que ela precisa da ajuda dele para recuperar algumas jóias perdidas da família. Eu esperei tanto para ler esse livro (foi lançado ano passado) que estou nas nuvens de finalmente saber o que acontece com todos os Primos Wildes!

Nota da série: 11/10! Eu esperei tanto tempo pra ler esses dois últimos livros, que a expectativa estava lá em cima! Os três primeiros livros eu li em 2014/2015 eu acho, o quarto em 2016 e só agora o My Fair Lover, pois foi lançado em 2017. Verdade seja dita, reli os quatro primeiros livros, mas eu acho que releituras também contam no desafio (se não, eu compenso no final hehe).

Ainda por aqui? Obrigada!
E você, já leu algum desses livros? Espero que tenha gostado dos meus comentários, que fogem um pouco da simples sinopse sem dar muitos spoilers (eu acho).

Lá vamos nós às leituras de fevereiro! Mal posso esperar!

Progresso da meta: 9/100

Não esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

2 thoughts on “Leituras de 2018 – Janeiro

  1. Amei os livros da Chase ,série As Modistas.Gostei mto da Jordan.O seu texto é mto bom Fugiu da linha de outros comentários. Narrativa bem construída.Parabens Obrigada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s