Badminton House – Conheça mais uma locação de Bridgerton!

A Badminton House foi utilizada durante as filmagens em locação de Bridgerton e trago aqui mais detalhes sobre essa casa deslumbrante.

A equipe trabalhou na propriedade de 2 a 5 de dezembro e muitos atores do núcleo central estavam por lá, como Jonathan Bailey, Luke Thompson, Luke Newton (respectivamente Anthony, Benedict e Colin Bridgerton), Nicola Coughlan, Bessie B. Carter e Harriet Cains (respectivamente, Penelope, Prudence e Phillipa Featherinton). Hmmm, o que será que aprontaram por lá?

De fato, temos algumas pistas. Sabemos alguns lugares da casa e da propriedade que receberam filmagens, mas não sabemos exatamente para quais cenas. As que tivemos confirmação parecem ser cenas de apoio ou de transição, mas é claro que isso é só especulação desta que vos fala.

Uma das salas é o Waiting Room, uma sala octogonal com portas para diversas áreas da casa. A cena é noturna e parece ser perto da lareira que tem no cômodo.

Outro local que recebeu filmagens foi o East Room, dessa vez com um piano! Provavelmente, o instrumento foi movido da sala de música (a casa tem um piano de cauda moderno e um piano forte, mais antigo). A outra opção é a equipe ter alugado um instrumento antigo e a gente sabe que essa produção não estava medindo esforços pras cenas serem perfeitas, então pode ser uma possibilidade, ainda que muito cara.

Parece ser apenas uma daquelas cenas de transição, com uma moça ao piano. Todo o aparato que está montado serve para mover a câmera sutilmente acima das teclas do instrumento. Não vou postar a outra foto, para não expor ninguém (além do necessário), mas dá pra ver que a pessoa que está tocando não está com figurino completo, só enrolada em um tecido, provavelmente para focar apenas no piano e dar a aparência de um vestido ao fundo.

A casa

A Badminton House está localizada no condado de Gloucestershire e foi comprada por Edward Somerset, 4º Conde de Worcester, no começo do século 17. A casa passou por algumas reformas na década de 1620, mas só se tornou residencia oficial da família (a esta altura, Marqueses de Worcester) após 1646, quando o castelo Raglan foi queimado após um cerco na Guerra Civil Inglesa. O título de Duque de Beaufort foi concedido em 1682 pelo Rei Charles II.

A propriedade passou por algumas alterações ao longo dos séculos, mas sempre preservando as adições dos duques anteriores. Isso resultou numa casa com confortos modernos, porém com todo o charme das gerações que ali viveram. E sim, o nome do jogo Badminton foi em homenagem à propriedade: diz a lenda que num inverno rigoroso em 1863 as crianças, confinadas em casa, improvisaram o jogo no salão.

A família do duque atual se mudou para lá na década de 80, quando o pai dele herdou o título de um primo. A história parece saída de um romance: David Somerset, que já morava no vilarejo de Badminton, um belo dia se viu herdeiro do título. A vida virou de cabeça para baixo e a família, que já era uma visitante comum na propriedade (nada de primo odiado aqui, rs), saiu do chalé que ocupava e se mudou para a grande mansão. A intenção do 11º Duque de Beaufort era manter a casa funcionando no menor custo possível.

Uma das filhas do 11º Duque conta em seu blog que a mudança a surpreendeu, pois acreditava que tudo continuaria igual. Porém, a grande transformação que notaram na casa se deu exatamente por muitos dos cômodos centenários estar em uso. Sinais de vida transformaram salas austeras e com papéis de parede de mais de 100 anos em espaços familiares e aconchegantes.

O 12º Duque de Beaufort assumiu o título em 2017. Sua esposa deu uma entrevista muito legal para a Vogue, uma amostra do que é ser uma duquesa no século 21spoiler: parece muito com as histórias regenciais que lemos!

Agora, vamos poder ver cenários dessa casa incrível na nossa série favorita! Confira as fotos:

Ainda não temos uma data de estreia, mas há rumores de que será no fim de 2020. Nada oficial, entretanto. Só nos resta aguardar. A série está em pós-produção, felizmente tendo encerrado as gravações antes que o mundo parasse.

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

Esse blog é parceiro da página Julia Quinn Brasil. Curta a página Julia Quinn Brasil no FacebookTwitter e Instagram para não perder nada!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s