5 motivos para assistir ‘O Príncipe do Natal’

Se você, assim como eu, está meio a toa nesse começo de ano, não quer deixar o clima gostoso do Natal ir embora… Então, agarre a pipoca, abra a Netflix (ou pegue a senha dos amigos hehe) e procure pelo filme O Príncipe do Natal. Achou o título cafona e está em dúvida? Apresento, então, cinco motivos para você fazê-lo:

1 – Se você gosta de romances com um toque de conto de fadas
giphy (2)
Assim como em nossos queridos romances de época, há muita aristocracia (alguns bem chatolas, vou ser sincera) e toda aquela pompa real, já que a história é basicamente sobre a sucessão ao trono de Aldovia. Entretanto, o Príncipe Richard é tudo aquilo que vemos nos livros: alto, forte mas sem exagero, ombros largos, passada decidida, nariz aristocrático, olhos perspicazes (azuis hehe) e um maxilar forte. Ai ai, um belo espécime.

2 – Mas têm muita modernidade também
giphy (1)
A jornalista iniciante foca Amber Moore, é uma graça e toda atrapalhadinha. Tem muito o toque especial de desajeitada-porem-a-mais-linda-do-mundo que muitas mocinhas dos livros têm. Ela é enviada na missão quase impossível de descobrir algo sobre a tal sucessão para a revista que trabalha como editor júnior (aka revisar textos que ninguém mais quer fazer, etc).

3 – Tem uma pitada de “ame você mesmo
giphy (3)
Apesar de toda a riqueza de Aldovia, seus herdeiros a consideram quase uma maldição. Isso porque tanto Richard como Emily, sua irmã caçula, não sentem que são amados por quem eles realmente são, já que o mundo inteiro parece achar que os conhece (Algo que os Príncipes William e Harry já disseram algumas vezes). Junte a isso a condição de Emily, uma garota super inteligente que tem um problema congênito na coluna, e você verá cenas de muito encorajamento ao amor-próprio.

4 – Tem cenas hiláriasgiphyEu não sei se, por ser jornalista, o filme me fez rir mais, mas a verdade é que eu estava gargalhando em alguns pontos. A cena da van, quando Emily conversa com outro jornalista é muito a vida real, se você perguntar sobre conselhos da profissão, mas a cena com o arco e flecha é impagável.

5 – Tem reviravoltas impressionantes
giphy (6)
OK, talvez não tão impressionantes pra quem lê tantos romances de época, mas ainda assim, eu não esperava pelos giros que a trama deu. Incríveis, diga-se de passagem.

6 – BÔNUS: Referências a vários filmes legais!
giphy (5)
Eu acredito que existam mais, mas peguei algumas referências de cenas de outros filmes. A Bela e a Fera quando Amber se perde na floresta; O Diário da Princesa quando Emily chega ao quarto de Amber com um Total Makeover (juro por Deus, a pose da menina me lembrou até a Julie Andrews, avó da Mia); a hora do baile é total uma cena de A Nova Cinderela. Mas, a mais legal de todas, na minha opinião, é a final: total Bridget Jones! #TentandoNãoDarSpoiler

O filme é um Original Netflix e a gente percebe pela qualidade da história e da produção que eles estão mesmo focados em fazer filmes incríveis! Amber Moore é interpretada pela fofa Rose McIver (intérprete de TinkerBell em Once Upon a Time) e ela manda muitíssimo bem! Já o nosso Príncipe suspiros é Ben Lamb (intérprete de Edward em Divergente). E aí, vai resolver dar uma chance a esse romance despretensioso e aproveitar o clima de romance? Depois, me conta o que achou!

Não esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s