Grosvenor Square – Regencial no séc 21

Se tem uma coisa que vi muito em Londres foram praças. Hoje vou falar de uma velha conhecida nos romances regenciais: a Grosvenor Square, localizada no coração de Mayfair, bairro nobre da capital.

As terras que formam Mayfair, no século 17, faziam parte do dote de Mary Davis, que se casou com Sir Thomas Grosvenor, um baronete. As terras tinham pomares, pastagens e pântanos. Mas, se eu te disser que a região pantanosa se transformou em Mayfair, você acreditaria? Pois bem, é isso mesmo!

capturarSeu filho, Richard, 4° baronete, recebeu permissão da coroa em 1710 para desenvolver essas terras e em 1720 as obras começaram no que viria a ser o bairro da moda por décadas e décadas seguintes.

Durante o século 18,  as casas tinham o estilo Georgiano (lembram dos reis George`s? Foram 4 gerações!) e eram individuais, ou seja, ficavam sozinhas em seu próprio terreno, sem encostar em outra (entretanto, elas estão bem perto uma das outras nas ilustrações que encontrei, rs). Tinham de cinco a sete andares e muitas passaram por reformas no século 19, algumas até ganhando mais um andar.

Fiquei babando nos casarões e pensando nos personagens dos livros. Eis que para minha profunda tristeza, descobri que quase todas as casas daquela época foram demolidas no século passado.

grosvenor-square-emanuellen-trizi-9
Foto: Emanuellen Trizi

Mas, nem tudo é tristeza. Na hora de reconstruir, eles utilizaram o estilo Neo-Georgiano, um resgate da arquitetura do século 19. Entretanto, ao invés de casas individuais, foram construídos blocos de casas, como as que vi por lá e que assemelham muito ao estilo que Prinny, o Príncipe Regente, adorava. Até na hora de construir algo do zero, os britânicos conseguem fazer parecer ter séculos de idade!

A praça em si, na verdade, era um jardim privado de quem tinha a honra de morar ali. Com chave, mensalidade e tudo! Já que os nobres “precisavam” estar na cidade para a temporada, longe de suas enormes propriedades no campo, nada mais justo que um pedacinho de terra, né? Inclusive, foi no século 19 que a praça passou a ser bem arborizada e ganhou, mais ou menos, o formato atual. Mas, só depois da Segunda Guerra Mundial ela se tornou pública. O que é uma pena, pois o lugar é uma delícia! Ainda bem que hoje em dia podemos passear por ali. A praça atualmente é a casa de embaixadas de diversos países.

Acredito que Grosvenor Square seja um dos endereços mais citados nos regenciais – perdendo, é claro, para o Hyde Park. Nos romances da Julia Quinn aparece bastante. Em Os Bridgertons é ali a Casa Hastings, de Simon Basset. Em em um prequel da série Os Bedwyns, de Mary Balogh, também há a menção à praça. Em Retrato do Meu Coração, de Patrícia Cabot, também. Até no filme Orgulho e Preconceito (2005), Caroline Bingley bleergh diz para Mr. Darcy “Náo estamos mais em Grosvenor Square, estamos, Mr. Darcy?” (Não me lembro dessa fala existir no livro).

Veja as fotos e desenhos de Grosvenor Square:

Este slideshow necessita de JavaScript.

A família Grosvenor ainda é proprietária de boa parte de Mayfair (e de Londres, rs). Além de Mayfair, eles também desenvolveram o bairro Belgravia e a região de Park Lane, perto do Hyde Park. Hoje, tudo isso pertence a Hugh Grosvenor, 7º Duque de Westminster, com a tenra idade de 25 anos (sim, você leu certo). Após a morte do pai, em agosto desse ano, ele herdou uma fortuna estimada em 9 bilhões de l-i-b-r-a-s (isso dá muitos reais, gente, muitos mesmo, aproximadamente uns 35 BILHÕES de reais).

Será que ele não topa fazer uma caridade e doar uma casinha chinfrim ali por Mayfair pra mim, não? Uma bem simplesinha, não sou muito exigente! Poxa 😦

2 thoughts on “Grosvenor Square – Regencial no séc 21

  1. Não sabe a felicidade que tenho por ter encontrado este blog! Costumo escrever fanfics de época, e embora eu leia muitos livros desse gênero — alguns até bastante detalhados —, não é o suficiente para que eu obtenha as informações que preciso. E encontrá-lo, cheio de informações e detalhes minuciosos, tem me ajudado muito! Obrigada por este blog esplêndido. Espero que continue fazendo esses postes incríveis. Nós, amantes de romance de época, agradecemos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s