Natal Bridgerton: Yule Log

Resolvi trazer uma série que estamos fazendo na página Julia Quinn Brasil aqui para o blog, assim posso ilustrá-la melhor. Como você já deve saber, Bridgerton vai estreiar no dia de Natal, então nada mais justo do que fazer uma contagem regressiva falando sobre as tradições natalinas daquela época.

Já existe um post mais geral sobre o Natal na Era Regencial, mas resolvi destrinchar alguns itens que tem histórias muito interessantes ou que são parte importante da comemoração. Uma delas é a Yule Log.

A Yule Log era uma tradição pagã realizada no Solstício de Inverno (Hemisfério Norte) e que foi sincretizada ao cristianismo, principalmente em países de origem germânica (e consequentemente levada para outros países da Europa). No dia 21 de dezembro, data do solstício, acendia-se uma tora de madeira grande o suficiente para ficar queimando até o Ano-Novo, quando se encerrava o Yuletide. ⁣


Com o tempo, a tradição foi mudando, com muitas famílias acendendo a tora na véspera de Natal, que ficava queimando até apagar sozinha, geralmente no fim do dia de Natal. Isso porque as lareiras “da cidade” nem sempre comportavam um grande tronco. Inclusive, era considerado má sorte reacender a tora! Apagou, já era! ⁣

Para as famílias que comemoravam em grande estilo em suas casas de campo, o pedaço de madeira poderia ficar queimando por mais dias, já que construções antigas certamente tinham lareiras massivas (daquelas que vemos em Harry Potter, sabe?) e podiam colocar verdadeiros troncos para queimar ininterruptamente por 12 dias. De quebra, a casa ficava quentinha durante todo o Natal! ⁣


⁣Atualmente, a Yule Log ainda faz parte das comemorações, mas é feito de uma maneira muito mais saborosa: um tipo de rocambole! ⁣A massa é um pão de ló de chocolate e o truque é colocar numa assadeira bem grande, com papel manteira embaixo, para o bolo ficar fácil de ser enrolado. Quem já fez rocambole sabe do que estou falando. O recheio é um creme chantilly, com creme de leite, açúcar e baunilha, mas vi diversas receitas com chocolate, mascarpone, cremes feitos à base de manteiga, então vai realmente do gosto do freguês! A cobertura é um ganache de chocolate e, para decorar, é só passar o garfo ao longo do bolo para fazer as ranhuras de um tronco.


To pensando em fazer aqui em casa? To sim! Depois conto se deu certo.

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

Esse blog é parceiro da página Julia Quinn Brasil. Curta a página Julia Quinn Brasil no FacebookTwitter e Instagram para não perder nada!