Bridgerton: a covid-19 pode impactar a segunda temporada?

Netflix e Shondaland nem anunciaram a data de estreia da primeira, mas nós já estamos pensando na segunda temporada de Bridgerton! Principalmente por que sabemos que a covid-19 vai mudar muito a forma de trabalhar em grandes produções. E Bridgerton, que já mostrou ter uma operação de proporções gigantescas, não vai ser diferente.

O Reino Unido já está afrouxando o bloqueio total instaurado em 23 de março, apesar de especialistas acreditarem que ainda é cedo. Nos últimos meses, foram traçadas diretrizes para o retorno das funções, como as dadas pelo British Film Comission (BFC), a agência nacional de fomento às artes cinematográficas, e pelo Broadcasting, Entertainment, Communications and Theatre Union (BECTU), uma entidade de classe.

O documento do BFC é extenso e entre as orientações está a recomendação que toda produção tenha um departamento de Saúde e Segurança para Covid-19, sendo ele responsável pela verificação de que todos os protocolos estão sendo cumpridos. O número de profissionais desse setor vai depender do tamanho da produção e a área contribuirá no planejamento das gravações para que a segurança seja máxima. O tempo de trabalho contínuo também poderá ser reduzido para evitar a exposição, e isso pode impactar diretamente no números de diárias que a equipe terá para gravar cenas em locações.

Locações

E falando em locações, a primeira temporada de Bridgerton foi gravada nas casas aristocráticas mais fantásticas da Inglaterra. E, se não todas, a maioria das propriedades já são abertas ao público e também terão que fazer adaptações de acordo com as orientações do governo. O guia traz até um fluxograma com perguntas relevantes na hora de escolher uma locação, seja ela interna ou externa.

Claro que nos assusta pensar nessas mudanças, pois isso poderia mudar o resultado final. Entretanto, a TV é uma caixinha de mágicas e nada que enquadramentos certeiros ou outras soluções tecnológicas possam resolver. Com certeza, a equipe de Bridgerton está levando em conta todos os mínimos detalhes para poder entregar o melhor produto final, mantendo a segurança de todos os colaboradores sem perda de qualidade.

Cenas íntimas

Credito: Richard J Young/Somerset Live

Outro ponto importante são as cenas íntimas e de contato pessoal. Apesar de se passar no século 19, quem já leu os livros sabe que beijos roubados e otras cositas más acontecem em bibliotecas, carruagens, etc. Como gravar essas cenas em um momento da história em que a saliva de outra pessoa pode fazer adoecer?

A própria coordenadora de intimidade de Bridgerton pode ajudar a responder. Lizzy Talbot participou da elaboração do documento, que recomenda que as cenas com contato pessoal sejam reduzidas sempre que possível, e que a produção encontre alternativas para cenas gravadas em proximidade. Uma das sugestões do BECTU é que, caso seja impossível retirar cenas do tipo, os atores envolvidos fiquem em isolamento por 14 dias e sejam testados antes da gravação.

Próximos passos

Os rumores da segunda temporada (ainda não confirmada oficialmente) continuam surgindo, com as filmagens provavelmente começando em agosto, como no ano passado. Uma nova era na TV está surgindo, mas com certeza o setor vai encontrar meios para superar todas as adversidades.

E nós, é claro, continuamos na espera da data de estreia!

Esse blog é parceiro da página Julia Quinn Brasil. Curta a página Julia Quinn Brasil no FacebookTwitter e Instagram para não perder nada!

Não se esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s