O que é um sinete e como usar para fechar cartas – Regencial no Séc. 21

Quantas vezes em um romance de época nos deparamos com algo como “e selou a carta com seu anel” ou “quebrou apressadamente o selo para ler o conteúdo da carta”? O post de hoje da série Regencial no Séc 21 foi uma sugestão da página Escândalos de uma Lady (a página é divertidíssima! Vi essa “dúvida” em um dos posts) e vou falar sobre esses tais selos e sinetes!

Em alguns pontos da história, muitas pessoas nem sabiam escrever já que haviam escribas para isso. Então, na hora de assinar o nome ou autenticar um documento, como é que se fazia? Com uma peça entalhada e algum material mole (cera ou argila). Acredita-se que os primeiros selos e sinetes surgiram na região do Oriente Médio, na Mesopotâmia e no Egito (lá, também foram encontrados os primeiros anéis-sinetes, pertencentes aos faraós e com hierógrafos inscritos). Romanos e gregos também os usavam. E os sinetes usados desde então são descendentes diretos desses primeiros exemplos.

sinete
Cena de Guerra dos Tronos (HBO)

Desde a Idade Média, eles são um símbolo muito utilizado pela nobreza, com os brasões das famílias, ou dos títulos, entalhados ao contrário para aparecer da forma certa quando pressionado na cera. Com a ascensão da burguesia, alguns sinetes começaram a ser feitos com as iniciais de seus donos. De qualquer forma, eles eram usados para validar negócios ou selar cartas, impedindo que a carta fosse violada, pois, uma vez quebrado, seria impossível refazer o selo sem que ficasse perceptível.

Para essa última função, inclusive, poderiam haver sinetes lisos – tanto para não identificar o remetente antes da carta ser aberta como para quem não possuía um brasão. Anne Wynter, em Uma noite como esta, de Julia Quinn, tem suas correspondências seladas dessa maneira para que ninguém suspeite de onde são as cartas que a irmã recebe.

Por outro lado, um selo nobre servia também para isentar o pagamento pela postagem daquela correspondência, logo, selos lisos precisavam ser pagos. No mesmo livro que citei, Daniel Smythe-Smith se oferece para colocar seu próprio selo na carta de Anne (paaaanico). Ele diz: “Não cheguei a assumir meu assento na Câmara dos Lordes, mas presumo que tenha privilégios de isenção de porte postal. Meu pai certamente usava o privilégio dele”.

Os anéis sinetes são normalmente utilizados no dedo mindinho e feitos de ouro. Mulheres também possuem seus próprios anéis, esses podendo ser feitos com pedras preciosas entalhadas com o símbolo de preferência. De certa forma, eles servem como uma comprovação de que aquele símbolo na cera pertence a quem usa o anel.

sinete_james_pippa_charlesAliás, não é muito difícil ver anéis sinetes hoje em dia! Aparentemente, é uma moda que está sendo revivida. Se você reparar nas fotos do Príncipe Charles, ele está sempre com o seu anel de Príncipe de Gales. Pippa e James Middleton, irmãos de Kate Middleton, também usam o novíssimo anel, como visto acima, feito com o brasão encomendado por seu pai um pouco antes do casamento de Kate e William.

Eu sei, eu sei, é bem comum no Brasil a gente achar anel no dedo mindinho brega. Mas, se você pensa assim, quero saber se não mudou um pouco de opinião depois de ver a foto abaixo:

Ok, esse homem não tem como ser feio/brega

Pode ser chique, mas usar um sinete não é das coisas mais fáceis, viu? Eu comprei um kit de papelaria de Harry Potter ano passado que vem com um desses e a cera. Talvez seja falta de prática, mas sempre erro umas duas vezes antes de conseguir um selo bonitinho. Gravei um vídeo para vocês verem como se faz:

Se você tiver alguma curiosidade sobre algo dos romances de época ou alguma sugestão do que gostaria de entender melhor (de chapéus a costumes do campo, entre outras coisitas más) me mande a ideia nos comentários. Vou adorar pesquisar sobre e você ainda pode aparecer aqui no blog!

E não esqueça de curtir a página do Costurando o Verbo no Facebook!

6 thoughts on “O que é um sinete e como usar para fechar cartas – Regencial no Séc. 21

  1. Adorei, já imaginava que era assim mas agora ficou bem explicado. Poderia fazer a respeito das tocas né? No livro Nove regras a quebrar antes de se apaixonar, a Callie usa uma toca que pela descrição é horrível haha poderia falar desses costumes da época, se não me engano Ligeiramente Casados também tem a introdução da toca feia kkkk

  2. Estava lendo a bíblia e me deparei com essa palavra “sinete”. Fazendo uma pesquisa rápida pelo Google, vi seu vídeo no YouTube e consequentemente quis ler o texto. Agora eu sei o que é “sinete” e para quê serve. O texto bíblico fica muito mais rico e muita coisa faz muito mais sentido. Valeu demais pelo conhecimento compartilhado. Muito obrigado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s